Cesama - água é vida

Newsletter

Receba todas as novidades da Cesama.

 

Serviços

 

Publicado em: 01/04/19

Apresentação cultural da Cesama emociona o público no Teatro Paschoal Carlos Magno

Apresentação cultural da Cesama emociona o público no Teatro Paschoal Carlos Magno

 

Neste sábado, 30, a Companhia de Saneamento Municipal (Cesama) concluiu as comemorações do Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, com apresentação cultural no Teatro Paschoal Carlos Magno. Durante o evento, foram arrecadados itens de higiene pessoal que serão doados para a “Casa de Passagem da Mulher”.

A estagiária da equipe de Serviço Social da Cesama, Paolla Galollete, abriu o encontro com uma apresentação intitulada ‘‘Ser mulher no Brasil: realidade e conquistas”, que detalha estatísticas sobre a violência contra as mulheres. “Falar sobre esse cenário nos possibilita refletir e construir estratégias de combate e enfrentamento. Enquanto mulher que pesquisa a relação entre gênero e violência, falar sobre isso é um compromisso diário e político”, afirmou.

Logo após, sob a regência do maestro Victor Cassemiro, o Coral Cesama apresentou canções que tratam do universo feminino, incluindo um pout-pourri de clássicos como “Mulher brasileira” e “Mulher Rendeira”, além do samba-enredo mangueirense “História para ninar gente grande”, o grande vencedor do Carnaval 2019. “Mais uma vez, o coral fez uma belíssima apresentação, contando com um repertório diferenciado, que resultou em uma emocionante homenagem ao mês da mulher”, elogiou a chefe do Departamento de Recursos Humanos da Cesama, Priscila Bastos.

Finalizando, o grupo teatral da Cesama, Gattus Pingadus, encenou a peça “Coisa de Mulherzinha - Contos que não gostaríamos de ouvir’’, que abordou a questão da violência contra a mulher, baseando-se em relatos cotidianos: “É um tema difícil, mas que tratamos com todo cuidado que merece. Todas nós, mulheres, já passamos por algo semelhante ao que retratamos na peça, o que acaba estabelecendo uma certa cumplicidade entre nós e o público feminino. Espero que, depois de assistir à esquete, as vítimas desse tipo de violência encontrem forças para seguir em frente”, contou a atriz e empregada da Cesama, Elisângela Balardin.


* Informações com a Assessoria de Comunicação da Cesama, pelo telefone 3692-9179.


 

Imagens


 
 

+ novidades

 
 
 
 

>> Intranet

© 2010 - Cesama - Todos os direitos reservados . Termos de Uso

ato.interativo - agência web