Cesama - água é vida

Newsletter

Receba todas as novidades da Cesama.

 

Serviços

 

Publicado em: 23/07/18

Cesama setoriza zonas de pressão no abastecimento para diminuir perdas de água

Cesama setoriza zonas de pressão no abastecimento para diminuir perdas de água

 

Em virtude da topografia montanhosa de Juiz de Fora, a Companhia de Saneamento Municipal (Cesama) trabalha com uma pressão nas redes de abastecimento, que varia entre 10 e 70 metros de coluna de água (mca), necessária para atingir as regiões mais altas da cidade. Com isso, as tubulações têm vida útil reduzida, além de ficar mais propensas a rompimentos, gerando perdas de água. Para adequar seu sistema às normas técnicas em vigor, que preconizam intervalo de pressão entre 10 e 50 mca, a Cesama está realizando adaptações no sistema de distribuição, buscando, ainda, diminuir o índice de perdas e estabelecer zonas de pressão, limitando-as entre mínimas e máximas, dentro de cada setor.

Desta forma, em alguns bairros, será necessário reduzir a pressão que vem sendo disponibilizada nas redes, mas sempre atendendo aos limites estabelecidos. Imóveis cujos reservatórios estejam acima do limite inferior da norma brasileira terão que providenciar o sistema de reserva.

Atualmente, os trabalhos estão sendo feitos nos bairros Carlos Chagas, Monte Castelo, Democrata, Bom Pastor, São Mateus e Santa Cecília. Os moradores dessas regiões estão sendo orientados para verificar se seus imóveis estão sendo atendidos satisfatoriamente com a pressão agora disponibilizada nas redes. Caso contrário, deverão providenciar as adequações. Em alguns casos, a Cesama está notificando previamente, com prazo de, pelo menos, 45 dias antes de iniciar as alterações, para que seja feita a implantação do reservatório inferior. Se tais adaptações não forem realizadas, há possibilidade de desabastecimento desses imóveis. Mesmo os prédios com dois andares ou residências cujo reservatório único superior encontra-se no limite dos dez metros de altura necessitam ter o ramal interno dimensionado ou reservatório inferior instalado, segundo as normas em vigor, para que não fiquem desabastecidos.

O diretor de desenvolvimento e expansão da Cesama, Marcelo Mello do Amaral, afirmou que, trabalhando com menor variação de pressão, as redes terão maior durabilidade, diminuindo a quantidade de serviços de manutenção, que, por vezes, pode causar transtornos também para o dia a dia do município: “Nosso maior foco é baixar o índice de perdas de água devido a rompimentos das tubulações. Atualmente, o índice da Cesama é de cerca de 30%, abaixo da média nacional, que é de 40%, mas podemos trabalhar para reduzir este número. A preocupação da companhia reflete compromisso com a sustentabilidade e a preservação dos recursos hídricos”.

A Cesama está à disposição dos usuários que tiverem dúvidas quanto às adaptações a serem feitas. Os esclarecimentos poderão ser feitos através do teleatendimento, no telefone 115, ou na Agência de Atendimento da companhia (Avenida Getúlio Vargas, 1.001 – Centro).


* Informações com a Assessoria de comunicação da Cesama pelo telefone 3692-9179.


 

Imagens


 
 

+ novidades

 
 
 
 

>> Intranet

© 2010 - Cesama - Todos os direitos reservados . Termos de Uso

ato.interativo - agência web