Cesama - água é vida

Newsletter

Receba todas as novidades da Cesama.

 

Serviços

 

Publicado em: 30/08/18

Cesama divulga obras de despoluição do Rio Paraibuna

Cesama divulga obras de despoluição do Rio Paraibuna

 

Na tarde de quarta-feira, 29, servidores da Companhia de Saneamento Municipal (Cesama), integrantes do projeto social das obras de despoluição do Rio Paraibuna, estiveram na Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), para encontro com os novos beneficiários do programa “Bolsa Família”. Lá, eles divulgaram os avanços dos trabalhos relacionados ao rio, e distribuíram publicações educativas, como a revista em quadrinhos da “Turma da Mônica”, voltada para o saneamento básico, e folders sobre conservação das redes de esgoto.

A assistente social da Cesama, Patrícia Groppo, explicou que iniciativas como essa são importantes para esclarecer a população sobre políticas de saneamento, além dos serviços prestados pela companhia: “Já levamos esse trabalho para diversas regiões do município. Essa troca de experiências nos permite, ainda, alertar o cidadão sobre sua importância na conservação das tubulações do sistema de esgotamento sanitário da cidade, que muitas vezes se rompem porque recebem lixo doméstico e entulho de obras”.

Orçado em mais de R$ 130 milhões, o conjunto de obras de despoluição do Paraibuna prevê a implantação de 40km de tubulações, a construção de cinco estações elevatórias, para bombeamento dos efluentes nas regiões mais íngremes, e duas novas estações de Tratamento de Esgoto (ETEs), além da ampliação das de Barbosa Lage e Barreira do Triunfo.

Tarifa social

Neste mesmo encontro, Luciano Soares, da Agência de Atendimento da Cesama, divulgou informações sobre a tarifa social oferecida pela companhia, com descontos de 50% para a categoria residencial unifamiliar, dependendo da faixa de consumo: “Para requerer o benefício, os moradores devem pertencer a uma família inscrita no sistema do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), e a renda familiar, por pessoa, deve ser menor ou igual a meio salário mínimo. Caso a família não seja cadastrada, deverá ser orientada a procurar o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), para solicitar sua inclusão”, explicou.



Informações com a Assessoria de Comunicação da Cesama, pelo telefone 3692-9179.


 

Imagens


 
 

+ novidades

 
 
 
 

>> Intranet

© 2010 - Cesama - Todos os direitos reservados . Termos de Uso

ato.interativo - agência web