27/07/2022 Despoluição do Rio Paraibuna - Córrego Marilândia recebe 800 metros de redes coletoras de esgoto

Postado por: Cesama

O projeto de despoluição do Rio Paraibuna avança com mais uma frente de trabalho da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF). Nesta quarta-feira, 27, as equipes da Companhia de Saneamento Municipal (Cesama) seguem com a implantação de 800 metros de redes coletoras de esgoto nas margens do Córrego Marilândia, localizado no bairro de mesmo nome. A intervenção está focada na altura da Rua Octávio Malvaccini, seguindo ao longo da Rua das Calcedônias. A previsão é de que o serviço seja concluído até meados de agosto.

O diretor de desenvolvimento e expansão da Cesama, Marcelo Mello do Amaral, explicou que o objetivo da obra é encaminhar o material que antes era despejado no curso d'água para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) União-Indústria, no bairro Granjas Bethel. “Assim conseguiremos melhorar o aspecto das águas do córrego, garantindo mais qualidade de vida para a população local. Por serem redes subterrâneas, muitas vezes esquecemos dos benefícios que os investimentos em saneamento trazem, como a redução de doenças, o aumento da expectativa de vida, a valorização imobiliária, entre outros aspectos”.

O curso d'água é afluente do Córrego São Pedro, um dos mais extensos do município, que abrange a Cidade Alta, além de comunidades como Vale do Ipê e Borboleta. Ao longo dos próximos anos, o Córrego São Pedro receberá 12km de redes coletoras, dos quais 5,2km já foram implantados.
 

Projeto de despoluição

No aniversário de Juiz de Fora deste ano, em 31 de maio, a PJF inaugurou a estação elevatória de esgoto Independência, ao lado do Viaduto Augusto Franco, no Centro e, desde então, o índice de tratamento no município saltou de 7,5% para 31%. Em abril, a Prefeitura também retomou os trabalhos de implantação de 3,8km de tubulações do coletor tronco de esgoto do Córrego Tapera, que passa pelos bairros Bom Clima, Bandeirantes, Eldorado e Santa Terezinha.

Orçado em mais de R$ 130 milhões, o conjunto de obras de despoluição do Rio Paraibuna abrange a implantação de 40 mil metros de redes nas margens do rio e intervenções nos córregos Tapera, Matirumbide, Yung, São Pedro e Independência, e a implantação de cinco elevatórias de esgoto. Além da ETE União-Indústria, já em operação, e da ETE Santa Luzia, que será construída futuramente, a iniciativa ainda inclui a ampliação da ETE Barbosa Lage.

Outras informações:
(32) 3692-9179 - Assessoria de Comunicação da Cesama

 

transparência